INFORMATIVO

Vizinhos.

Domingo, dia 20/5, teve reunião de condomínio, apenas 15 pessoas compareceram, gostaria de transmitir aos demais o ocorrido. Eu, como Diretora Presidente, abordei o primeiro item da pauta, Prestação de Contas. Revolvi inovar. Ao invés de relatar os feitos da Diretoria, indaguei aos condôminos presentes sobre o que, na ótica deles, a Diretoria fez ou deixou de fazer. Uma condômina disse não ter visto qualquer atividade e que o condomínio estava como esteve na gestão passada, outro elogiou a compra do terreno, os demais não souberam dizer nada à respeito.

É para isso que estou aqui escrevendo, para contar o que foi feito e pode ser verificado “in loco”.

Inicio após o falecimento do nosso vizinho Nilson. Penso que a história de nosso condomínio tem duas fases; antes e após a morte do nosso amigo.

Não obstante a baixa arrecadação dos meses de janeiro a março, com uma pequena melhora em abril, a Diretoria realizou:

  1. Conserto do quadro de força da bomba d’água.Nada é tão ruim que não possa piorar. Para minimizar o transtorno pela falta d’água, compramos dois caminhões de água, enquanto cuidavam do conserto do problema. Chamamos o responsável pela instalação dos canos e da bomba nova, que confirmou que “a bomba havia queimado”. Resolvi então buscar ajuda de nosso vizinho, Dr Francisco, engenheiro hidráulico, que me aconselhou chamar a Hidropoços, empresa que havia perfurado nosso poço artesiano. Profissionais gabaritados consertaram o quadro de força, afirmando, como se provou, que a bomba estava intacta. Para isso gastamos R$3.000,00, pagos de 2 vezes. Livramos de uma prática odiosa de ter que ir conferir o funcionamento da bomba duas vezes ao dia. Agora ela trabalha totalmente no automático. Com a melhoria introduzida pelo nosso Diretor Administrativo, Adriano,  permitiu maior acúmulo de água nas caixas.
  2. Acidentado nosso zelador, tivemos que pagar para que o corte da grama das nossas ruas fosse feito.
  3. Compramos um arquivo novo uma vez que o existente estava abarrotado de documentos arquivados;
  4. Adquirimos duas persianas para resguardar o computador dos raios solares e trazer mais conforto térmico aos funcionários, que agora sentam em cadeiras (restauradas) mais confortáveis;
  5. Reformamos as duas portas da guarita;
  6. Providenciamos a escritura do terreno adquirido;
  7. Para proteger qualquer ação de vândalos, cercamos as caixas d’água e instalamos um portão com cadeado;
  8. Trocamos a planta da entrada da guarita por uma azaleia,
  9. Limpamos o nosso terreno e confeccionamos uma placa;
  10. Fizemos uma pesquisa para troca dos nomes das ruas;
  11. Colhemos assinaturas para um abaixo assinado que será levado ao Prefeito Municipal de  Brumadinho cobrando-lhe a promessa da entrega da água;
  12. Assinamos contrato com um novo contador;
  13. Expedimos inúmeros e-mails para os condôminos alertando-os sobre cumprimento de normas estatutárias;
  14. Pelo Diretor do Meio Ambiente foi solucionado a contento a divergência entre dois vizinhos que se arrastava por longo tempo sem solução,
  15. Readquirimos a área invadida da rotatória, bem como da APP;
  16. Mesmo com a inadimplência, nosso Diretor Financeiro, Alexsandro, honrou todos os compromissos financeiros no tempo devido, chegando ao que considero milagre, fazer a reserva de R$8.000,00 para o pagamento do 13º e férias dos funcionários, como prometido em reunião passada.

Ah, NA REUNIÃO TEVE CAFÉ QUENTE COM BROA DE FUBÁ, MESA FORRADA COM ARRANJO DE FLORES.

NÃO  PERCAM A PRÓXIMA ASSEMBLÉIA.

SUGESTÕES PARA ALTERAÇÕES DOS NOMES DAS RUAS

Rua 01:

 Sugestão 01: Alameda do Carcará

 Sugestão 02: Alameda dos Vinháticos

 

Rua 02:

 Sugestão 01: Alameda da Siriema

 Sugestão 02: Alameda dos Jacarandás Cansilheiros

 

Rua 03:

 Sugestão 01: Alameda do Tucano

 Sugestão 02: Alameda dos Cedros

 

Rua 04:

 Sugestão 01: Alameda do Guigó de Coimbra Filho

 Sugestão 02: Alameda das Sibipirunas

 

OBS: A sugestão 01 é sempre relacionada aos animais que por vezes costumam serem avistados dentro do condomínio e a sugestão 02 das ocorrência de árvores que existem nestas localidades.